Eu gosto imenso de gengibre, do sabor picante e fresco, em pratos salgados e doces, mas principalmente cru ou em um bom chá.  Raiz muito utilizada no Japão e que deveríamos usar mais, até dentro da mala, de lá para cá, o gengibre tem propriedades terapêuticas e é usado na desintoxicação do organismo, como anti-inflamatório, anticoagulante, antioxidante e bactericida. Costumo usá-lo para meus constantes problemas com inflamações de garganta e outras mazelas  derivadas de gripes e constipações – porque sou vítima recorrente destas doenças oportunistas e desmoralizantes!

Manter o gengibre cristalizado sempre por perto parece-me uma boa ideia. Que tal?     Para fazer e usar sempre!

Ingredientes: 1 xícara de gengibre descascado e cortado em fatias finas | 3 xícaras de água | 1 xícara de açúcar  | Açúcar para cristalizar.       Como fazer: Em um tacho com tampa, ferva a água;   junte o gengibre cortado e o açúcar, tampe e reduza o fogo – deixe cozinhar por cerca de 5 minutos.  Retire do fogo e deixe descansar por 20 minutos na mesma água em que cozinhou. Escorra bem e guarde a água no freezer – você poderá fazer um delicioso ginger ale com ela (dou a receita na próxima semana).   Coloque o gengibre cozido em uma forma de vidro e leve ao forno pré aquecido a 200 graus e deixe-as secar, mas observe que as fatias não podem ficar muito duras.  Deixe esfriar e passe para o açúcar cristalizador.     Para fazer todo o processo você usará cerca de 40 minutos do seu tempo!

Cristalizado.

 

O gengibre cristalizado pode ser guardado em um recipiente hermético por até dois meses.

Para saber mais: Cozinha Japonesa

Foto do gengibre cristalizado: Pecado da Gula

 

 

Esta entrada foi publicada em receita e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado